logo


17-11-2013 Comunicado de imprensa

philipines-food-activity
Hoje, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e a Cruz Vermelha Filipina começaram a distribuição de alimentos (arroz, óleo, açúcar, molho de soja, café e latas de sardinha) a 10.860 famílias (54,3 mil pessoas). Os beneficiários também receberam sabão.
“Este é apenas o começo”, disse o chefe da delegação do CICV nas Filipinas, Pascal Mauchle. “O envio de hoje chegou a Guiuan por via aérea. Na terça-feira, no entanto, está previsto que chegará às pessoas em Homonhon e Suluan – pequenas ilhas isoladas próximas a Guiuan – de barco. Distribuiremos alimentos e outros artigos essenciais, incluindo lonas, cobertores, esteiras, toalhas, garrafas de água e artigos de higiene para 8,5 mil pessoas”.
Guiuan, um distrito de quase 48 mil pessoas, foi um dos lugares mais duramente atingidos pelo tufão Haiyan. Grande parte da estrutura sofreu estragos em grande escala e a população está isolada e sem acesso a artigos vitais.
Durante a semana passada, a equipe do CICV trabalhou ininterruptamente em Samar para fazer com que algo da infraestrutura básica pudesse voltar a funcionar. Também avaliaram as necessidades mais prementes: alimentos, água potável e assistência básica à saúde.
As distribuições de alimentos e, posteriormente, a de outros artigos essenciais, incluindo lonas, serão organizadas em outras cidades costeiras Enquanto isso, nas áreas mais gravemente devastadas – sobretudo na costa sul de Samar – engenheiros do CICV e uma equipe da Cruz Vermelha Filipina trabalharão no conserto da rede de abastecimento de água. Nos próximos dias, o CICV e a Cruz Vermelha Nacional planejam estender a operação para outras áreas.
Como parte da resposta inicial ao desastre, o CICV também abasteceu o hospital distrital em Basey com material médico básico, como material para curativos, antibióticos, analgésicos e kits intravenosos.
O CICV coordena as ações de ajuda com a Cruz Vermelha Filipina, a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho e as Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha do mundo todo. A organização concentra os seus esforços na ilha de Samar, que foi afetada pelo conflito armado e onde a organização já vinha trabalhando há anos.
Para a sua operação de socorro em resposta ao tufão Haiyan em Samar, o CICV lançou um apelo inicial de 15 milhões de francos suíços (mais de 16 milhões de dólares) para socorrer 180 mil pessoas durante um período de três meses.
Mais informações:
Soaade Messoudi, CICV Manila, tel: +63 918 907 2125
Cecilia Goin, CICV Manila, tel: +63 999 887 0969
Allison Lopez, CICV Manila, tel: +63 908 8686884
Anastasia Isyuk, CICV Genebra, tel: +41 22 730 30 23 ou +41 79 251 93 02